segunda-feira, 13 de maio de 2013

Então é Natal

O som do vizinho tocando ao lado, a noite aparentemente comum se hoje não fosse Natal. Passou-se o dia, comprei seu presente de última hora, já era tardezinha. Cuidei de me arrumar, vesti um falso sorriso no rosto. Talvez, esse tal espirito natalino ainda não estivesse em mim. Então, aos poucos todos foram chegando. Todos, menos você. Por um momento eu acreditei que você tentaria de alguma forma, mesmo absurda, vir. Queria te ter aqui, menino. Só assim o meu riso seria realmente sincero, o meu abraço teria sentido, o meu natal poderia ter sido como todos os anteriores, cheio de amor. Existiria alegria em mim. 



                               Você me faz muita falta.



(Por erro do blogger esse texto havia sumido, portanto não foi postado na data certa)


Um comentário:

  1. É fato, acontece muito de por um falso sorriso em alguns momentos.

    ResponderExcluir